Terça, 17 de Maio de 2022
23°

Pancada de chuva

Parintins - AM

Política ELEIÇÕES

Pobre de ti Coari

Neste domingo, 5 de dezembro, os eleitores de Coari voltam às urnas para eleger Prefeito e Vice na eleição suplementar em uma campanha estadualizada

04/12/2021 às 18h11 Atualizada em 05/12/2021 às 20h48
Por: Eduardo Gomes
Compartilhe:
Klleiton, Robson, José Henrique e Mil Mitouso: disputa pelo poder e cofres da Prefeitura
Klleiton, Robson, José Henrique e Mil Mitouso: disputa pelo poder e cofres da Prefeitura

Os pouco mais de 60 mil eleitores de Coari, município localizado a 363 quilômetros de Manaus voltam às urnas neste domingo, para eleger o prefeito em eleição suplementar, após a cassação de Adail Filho eleito em 2020. A eleição conta com quatro candidatos, Keitton Pinheiro (PP), do grupo do ex-prefeito Adail Pinheiro, Robson Tiradentes Filho (PSC), José Henrique (PL) e Mil Mitouso (PSB). Em jogo, está o maior orçamento de uma Prefeitura do interior do Estado, cerca de R$ 300 milhões de reais.

A eleição suplementar com a polarização entre Kleiton Pinheiro e Robson Tiradentes Filho estadualizou. Keitton Pinheiro, ex-vereador é membro da família capitaneada pelo ex-prefeito por dois mandatos consecutivos e tio, Adail Pinheiro, cuja influência política no município já perdura há duas décadas, mesmo a despeito de suas condenações na Justiça, cumprindo prisão em regime fechado. Além do tio, Keitton é apoiado por políticos estaduais adversários do atual Governador do Estado, Wilson Lima.

Já Robson Tiradentes Filho, é apoiado pelo seu tio, o radialista Ronaldo Tiradentes dono da Rede Tiradentes com uma emissora de rádio na cidade. Ele conta com apoio aberto do governador Wilson Lima (PSC), cujas ações em Coari são declaradamente pela favorecê-lo, como mudanças na estrutura administrativa do Estado no município e distribuição de benefícios.

Os dois lados cantam vitória por meio de pesquisas alfaiate, feita sob medida para cada um.

Já os outros dois candidatos, José Henrique e Mil Mitouso contam com apoios mais modestos. Mitouso é sobrinho do também ex-prefeito de Coari, Arnaldo Mitouso, contando apenas com PSB.

Coari desde o início de 2000 teve o seu orçamento vitaminado com os royalties do petróleo e gás explorado em seu território, cujos valores anuais superam em muito os orçamentos de várias Prefeituras de municípios no interior do Estado, iniciada justamente no primeiro mandato de Adail Pinheiro.

Foi com este recurso que Adail construiu uma liderança no município. Inflou a folha de pagamento chegando a pagar quase que a totalidade dos mototaxistas da cidade e generosas ações sociais. Os problemas judiciais que enfrentou, foram incapazes de diminuir sua influência na cidade.

Apesar de a Prefeitura de Coari contar com recursos bem superiores, a cidade em si e suas comunidades continuam desassistidas, com péssimos serviços de assistência médica, escolas inadequadas, sem saneamento básico decente, além de outras mazelas administrativas e sociais.

O que menos interessa nesta eleição suplementar é a melhoria de qualidade de vida da população, mas o que o caixa do município pode proporcionar às facções envolvidas. Muito pelo contrário, a curta campanha eleitoral mostrou que o baixo nível imperou na busca desesperada pelo butim como é visto os recursos públicos da Prefeitura.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Jogo do Poder
Jogo do Poder
Sobre Tudo sobre os Bastidores do Poder e da Política na ótica do Jornalista Eduardo Gomes.
Parintins - AM Atualizado às 04h31 - Fonte: ClimaTempo
23°
Pancada de chuva

Mín. 23° Máx. 31°

Qua 28°C 23°C
Qui 28°C 22°C
Sex 29°C 21°C
Sáb 31°C 21°C
Dom 31°C 21°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete
Ele1 - Criar site de notícias