Terça, 19 de Outubro de 2021
30°

Pancada de chuva

Parintins - AM

Polícia Operação

Operação prende suspeitos de sequestrar e torturar jornalista Romano dos Anjos

Equipes cumprem sete mandados de prisão temporária e 14 de busca e apreensão

16/09/2021 às 09h21
Por: Redação Fonte: Roraima em Tempo
Compartilhe:
Operação foi deflagrada na manhã desta quinta-feira – Foto: TV Imperial
Operação foi deflagrada na manhã desta quinta-feira – Foto: TV Imperial

Investigados pelo sequestro do jornalista Romano dos Anjos foram presos pelas Polícias Civil e Militar de Roraima na manhã desta quinta-feira (16), em operação conjunta com o Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado (MPRR). A operação segue em curso.

Desse modo, várias equipes se deslocaram pelos bairros da capital para cumprir os mandados de busca e apreensão nas residências dos acusados.

De acordo com o MPRR, as equipes cumprem sete mandados de prisão temporária e 14 de busca e apreensão. As prisões envolvem policiais militares que teriam participado do sequestro do jornalista. Dois deles são coronéis da PM.

Os agentes estão conduzindo os presos para o Comando de Policiamento da Capital (CPC). Em nota, o Governo do Estado informou que o Comando Geral da Polícia Militar está atuando na operação.

O órgão informou ainda que a ação faz parte da Operação Pulitzer, que mobilizou cerca de 100 agentes públicos, dentre policiais militares, policiais civis, membros e servidores do MPRR.

O sequestro de Romano dos Anjos

O sequestro do jornalista Romano dos Anjos ocorreu no dia 26 de outubro do ano passado. Bandidos o retiraram de casa, o torturam e em seguida o deixaram em uma área na região o Bom Intento, na zona Rural de Boa Vista.

Romano estava com pés e mãos amarrados com fita adesiva, mas conseguiu se soltar. Como resultado, ele passou toda a noite próximo a uma árvore no Bom Intento. Em contrapartida, o carro do jornalista foi queimado pelos criminosos.

Romano os Anjos após o sequestro – Foto: Reprodução/Facebook Nair Silva

Em entrevista ao Roraima em Tempo o jornalista contou como faz para conviver com o trauma que o crime deixou em sua vida.

“Sofro com ansiedade, estou com traumas do ocorrido e faço terapia para trabalhar isso. Um dos exercícios que tenho é pensar no máximo em amanhã. Não fico imaginando planos para o futuro, mas sei que quero continuar fazendo jornalismo. Não sei quem fez isso, qual mandante ou motivo. Será que um dia vão querer fazer isso de novo? A insegurança é constante, e a falta de esclarecimento sobre as motivações também”, relatou.

Romano dos Anjos sempre teve a certeza de que seu trabalho de denúncias foi o motivo do crime praticado contra ele.

“O que aconteceu comigo também foi um recado para a imprensa de Roraima. Se aconteceu com um, pode acontece com outro. A única certeza que tenho é que seja lá qual o motivo daquilo ter ocorrido comigo, teve a ver com meu trabalho. Não crio inimigos na vida pessoal, então foi algo que denunciei que me fez virar alvo”, avaliou.

Pulitzer

O Prêmio Pulitzer é o mais conhecido prêmio de jornalismo do mundo. Desse modo, ele é entregue anualmente nos Estados Unidos aos jornalistas que realizam trabalhos considerados de excelência.

Por Roraima em Tempo

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Parintins - AM Atualizado às 17h17 - Fonte: ClimaTempo
30°
Pancada de chuva

Mín. 24° Máx. 31°

Qua 29°C 23°C
Qui 31°C 22°C
Sex 32°C 22°C
Sáb 31°C 23°C
Dom 32°C 24°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias