Terça, 18 de Maio de 2021 16:58
92 985461091
Política STJ

Futuro de Wilson Lima será decidido em junho

Denunciado pela Procuradoria-Geral da República, o Governador, seu vice Carlos Almeida e outras 16 pessoas pela compra de respiradores, Wilson Lima pode virar réu por acusação de organização criminosa, peculato, dispensa e fraude de licitação

03/05/2021 20h09 Atualizada há 2 semanas
Por: Eduardo Gomes
Futuro de Wilson Lima será decidido em junho

Somente em meados de junho, a denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral de Justiça será apreciada pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) contra o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC). Ele, o vice-governador com quem está com relações estremecidas e mais 16 pessoas, foram acusados de formação de quadrilha, peculato e irregularidades em licitação pela compra de respiradores investigado pela “Operação Sangria” deflagrada pela Polícia Federal.

Em outra frente na Assembleia Legislativa do Estado, Wilson Lima conseguiu, por enquanto, obter blindagem. O pedido de instalação da CPI para apurar responsabilidades de seu governo proposto por dois deputados de oposição, Dermilson Chagas e Wilker Barreto, ambos do Podemos empacou. Só possui três assinaturas, das oito necessárias.

Apesar de possuir uma ampla maioria na Assembleia, sua base de sustentação política é frágil. Vai depender do desenrolar do processo no STJ. Caso seja alçado à condição de réu, Lima desmilinguir o apoio dos parlamentares. Ninguém quer ver seu nome associado a um réu em ano eleitoral.

No âmbito federal Wilson Lima está no radar da CPI do Covid do Senado, que pretende investigar a aplicação dos recursos federais na Saúde para o combate à pandemia.

Óleo de peroba ― A Organização Mundial da Saúde, governadores estaduais, STF (Supremo Tribunal Federal, Congresso Nacional e o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) serão responsabilizados pelo colapso no enfrentamento à pandemia no País. Essa será a estratégia que o ex-ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, vai usar em seu depoimento na CPI do Covid do Senado marcado para esta quarta-feira (05/05).

Se confirmar essa estratégia de responsabilizar terceiros, será um deboche, um escárnio ao povo brasileiro e em especial para as famílias dos mais de 400 mil mortos e em especial às famílias das três dezenas de pacientes que morreram asfixiados em janeiro deste ano em Manaus por falta de oxigênio.

Pazuello está passando por um processo de adestramento nos últimos dias no Palácio do Planalto. Pelo que se pode antever, o ex-ministro deverá se portar na audiência do Senado como se estivesse no cercadinho do Palácio do Alvorada onde seu “chefe” profere bravatas.

Cota de responsabilidade ― Primeiro a depor nesta terça-feira (04/05) na CPI da Covid do Senado, o ex-ministro da Saúde e presidenciável pelo DEM, Luiz Henrique Mandetta não ficará restrito em explicar a conduta do presidente Jair Bolsonaro diante da pandemia recém instalada no Brasil em fevereiro e março. Ele terá que esclarecer em sua gestão não ter preparado o País para enfrentar o Coronavírus.

Isentão ― De nada adiantou o presidente Jair Bolsonaro tentar intermediação do ex-presidente José Sarney e telefonar para o governador de Alagoas, Renan Filho. Mesmo assim o relator da CPI da Covid senador Renan Calheiros, evita encontro com o Presidente da República, embora diga estar “aberto ao diálogo”. Da mesma forma que recusou encontro com o ex-presidente Lula. Renan que passar a imagem de isenção na condução da CPI que investiga as ações e omissões do Governo Bolsonaro.

Responsabilizado ― O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga responsabilizou o seu antecessor na pasta, general Eduardo Pazuello para falta de vacina Coronavac. Segundo o ministro, ao orientar governos e prefeituras a aplicarem toda vacina disponível para a 1ª. dose, sem reserva doses para a 2ª. dose, provocou o desabastecimento, já que o Instituto Butantan depende do envio do IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) pela China.

Moleque ― O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles foi chamado de moleque durante a reunião conjunta das Comissões de Meio Ambiente e Sustentabilidade e Viação e Transportes na Câmara dos Deputados. Salle com a arrogância que lhe é peculiar criticou deputados de oposição iniciando a discussão. Na gestão de Salles o Ibama vem sofrendo com a perda de fiscalização, flexibilização na legislação e apoio a madeireiros infratores, conforme denunciou o delegado federal Alexandre Saraiva, punido com exoneração após denunciar o ministro ao STF.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Jogo do Poder
Sobre Jogo do Poder
Tudo sobre os Bastidores do Poder e da Política na ótica do Jornalista Eduardo Gomes.
Parintins - AM
Atualizado às 17h52 - Fonte: Climatempo
29°
Pancada de chuva

Mín. 24° Máx. 29°

33° Sensação
8.1 km/h Vento
70.5% Umidade do ar
80% (20mm) Chance de chuva
Amanhã (19/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 29°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (20/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 29°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias