CORONAVÍRUS

Inércia nas ações de prevenção nos municípios da tríplice fronteira

Os municípios brasileiros de Tabatinga, Benjamin Constant e Atalaia do Norte na região do Alto Solimões na fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru, não registram ações de prevenção contra o Covid-19 por parte das autoridades em Saúde do Estado e dos Municípios.

16/03/2020 21h58Atualizado há 3 semanas
Por: Eduardo Gomes
Porto de Tabatinga: sem fiscalização, porta escancarada na Tríplice Fronteira. (Foto: Secom)
Porto de Tabatinga: sem fiscalização, porta escancarada na Tríplice Fronteira. (Foto: Secom)

Enquanto Parintins é o primeiro município a adotar estratégias de contenção contra o avanço Covid-19 (coronavírus), o município de Tabatinga, a 1.476 km de Parintins e a 1.106 km de Manaus, não há ações visíveis de prevenção contra a doença. O município é a segunda porta de entrada de turistas no Amazonas oriundos do Peru e Colômbia, Tabatinga é cidade gêmea com Letícia (Colômbia) que começou adota medidas de prevenção suspendendo o funcionamento das escolas.

A ausência de ações concretas de prevenção em saúde diante do avanço do Covid-19, pode resultar em uma tragédia. Tabatinga, Benjamin e Atalaia juntas possuem uma população estimada em 80 mil habitantes dos quais cerca de 35 mil são indígenas, população reconhecidamente com baixa imunidade.

“Eu não vejo mobilização nenhuma por parte desses municípios. Nos portos e aeroporto não vejo informação alguma, fechamento de fronteira ou restrição de alguma coisa”, afirmou um profissional em Saúde de Tabatinga.

A inércia das autoridades em Saúde é mais preocupante na medida em que Tabatinga recebe um fluxo considerável de turistas vindos de Letícia (Colômbia) e que fazer uma espécie de turismo de compra, principalmente de calçados na Rua Marechal Mallet, onde se concentram comércio de calçados. Há ainda o fluxo de pessoas das três nacionalidades, brasileiras, colombianas e principalmente peruanas entre Tabatinga e a cidade peruana de Iquitos, onde já foi registrado um caso confirmado de Covid-19.

O CNA7 entrou em contato ainda pela manhã desta segunda-feira (16) com o gerente de Epidemiologia da Prefeitura de Tabatinga, Klaus Salazar para saber sobre as ações desenvolvidas pelo município na prevenção contra o coronavírus. Até às 20h53min não obteve resposta.

Embora seja região de fronteira, as três cidades não possuem mecanismo de controle de entrada e saída de estrangeiros, exceto no aeroporto de Tabatinga. Nas outras duas cidades, Benjamin Constante e Atalaia do Norte a única porta de entrada é o porto, sem nenhum controle alfandegário ou migratório.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Parintins - AM
Atualizado às 10h51
28°
Muitas nuvens Máxima: 29° - Mínima: 24°
32°

Sensação

16.9 km/h

Vento

82.9%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas