Terça, 18 de Maio de 2021 16:45
92 985461091
Entretenimento & Cultura Povos indígenas

“Governo federal persegue e tenta calar a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil e Sonia Guajajara”, denuncia Apib

Liderança foi intimada por Polícia Federal a depor em inquérito, após acusação da Funai de que Apib estaria “difamando” governo federal

30/04/2021 15h45 Atualizada há 3 semanas
Por: Assessoria Fonte: Conselho Indigenista Missionário
Acampamento Terra Livre (ATL 2019). Foto: Leo Otero/MNI
Acampamento Terra Livre (ATL 2019). Foto: Leo Otero/MNI

A liderança Sônia Guajajara, da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), foi intimada pela Polícia Federal a depor, no dia 26 de abril, num inquérito provocado pela Fundação Nacional do Índio (Funai). O órgão indigenista oficial acusa a Apib de “difamar” o governo federal com a web-série “Maracá”, que denuncia o descaso do Estado brasileiro e as violações aos direitos dos povos indígenas em meio à pandemia de covid-19.

“Os discursos carregados de racismo e ódio do Governo Federal estimulam violações contra nossas comunidades e paralisa as ações do Estado que deveriam promover assistência, proteção e garantias de direitos”, afirma a Apib, em nota.

“E agora, o Governo busca intimidar os povos indígenas em uma nítida tentativa de cercear nossa liberdade de expressão, que é a ferramenta mais importante para denunciar as violações de direitos humanos”, denuncia a Articulação.

 

Leia a íntegra da nota da Apib:

Governo Federal persegue e tenta calar a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil e Sonia Guajajara

 

O Governo Federal mais uma vez tenta criminalizar o movimento indígena, intimidar a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), a nossa rede de organizações de base e uma das coordenadoras executivas da Apib, a liderança Sônia Guajajara, em um ato de perseguição política e racista.

Durante o mês da maior mobilização indígena do Brasil e na semana seguinte da reunião da Cúpula do Clima, a Polícia Federal intimou Sônia, no dia 26 de abril, para depor em um inquérito provocado pela Fundação Nacional do Índio (Funai). O órgão cuja missão institucional é proteger e promover os direitos dos povos do Brasil acusa a Apib de difamar o Governo Federal com a web-série “Maracá”, que denuncia violações de direitos cometidas contra os povos indígenas no contexto da pandemia da Covid-19. Denúncias essas que já foram reconhecidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) através da ADPF 709.

Os discursos carregados de racismo e ódio do Governo Federal estimulam violações contra nossas comunidades e paralisa as ações do Estado que deveriam promover assistência, proteção e garantias de direitos.  E agora, o Governo busca intimidar os povos indígenas em uma nítida tentativa de cercear nossa liberdade de expressão, que é a ferramenta mais importante para denunciar as violações de direitos humanos. Atualmente mais da metade dos povos indígenas foram diretamente atingidos pela Covid-19, com mais de 53 mil casos confirmados e 1059 mortos.

Não irão prender nossos corpos e jamais calarão nossas vozes. Seguiremos lutando pela defesa dos direitos fundamentais dos povos indígenas e pela vida!

Acompanhe hoje, 30 de abril, às 15h (horário de Brasília) o encerramento do Acampamento Terra Livre com o posicionamento da Apib e suas organizações indígenas regionais sobre o caso, que será transmitido no site da Apib.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Parintins - AM
Atualizado às 17h32 - Fonte: Climatempo
29°
Pancada de chuva

Mín. 24° Máx. 29°

32° Sensação
10.5 km/h Vento
63.1% Umidade do ar
80% (20mm) Chance de chuva
Amanhã (19/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 29°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (20/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 29°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias