Segunda, 17 de Junho de 2024
24°C 34°C
Parintins, AM
Publicidade

Blitz do TCE-AM realiza primeira inspeção em maternidade de Manaus

Os integrantes da Ouvidoria da Mulher juntamente com a equipe do Departamento de Controle Externo de Auditoria em Saúde (Deas) estiveram no Instituto da Mulher Dona Lindu, localizado no bairro Adrianópolis, para averiguar as possíveis irregularidades cometidas no hospital.

11/06/2024 às 16h46
Por: Redação
Compartilhe:
Foto: Filipe Jazz
Foto: Filipe Jazz

Após denúncias recebidas por meio da Ouvidoria da Mulher, o programa Blitz do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) realizou, na manhã desta terça-feira (11), a primeira inspeção em hospital de atendimento ginecológico e obstétrico em Manaus.

Os integrantes da Ouvidoria da Mulher juntamente com a equipe do Departamento de Controle Externo de Auditoria em Saúde (Deas) estiveram no Instituto da Mulher Dona Lindu, localizado no bairro Adrianópolis, para averiguar as possíveis irregularidades cometidas no hospital.

Conforme a diretora da Ouvidoria da Mulher, Ana Paula Aguiar, a Corte de Contas começou a receber denúncias sobre violência obstétrica, falta de materiais e de higienização hospitalar, bem como adiamento e atraso de procedimentos cirúrgicos ginecológicos.

"Começamos a receber essas denúncias no final de maio e imediatamente nós tomamos a providência de levantar os dados e montar essa Blitz para apurar logo o que de fato estaria acontecendo, pois a intenção do programa é levantar essas denúncias, apurar os fatos e tomar providências para que isso não ocorra mais", afirmou a diretora.

Contando com uma equipe majoritariamente feminina, os auditores puderam fiscalizar diversos setores como: Pré-parto, UTI Neonatal, Centro Cirúrgico Obstétrico e o Centro de Parto Normal Intra-Hospitalar voltado ao parto humanizado. Além disso, também foram verificados a aplicação de protocolos médicos, que visam as boas práticas no atendimento materno-infantil, de serviços patológicos e condições de infraestrutura e alimentação.

"A partir de agora nós iremos fazer os relatórios com o objetivo de buscar formas cabíveis de resolver as situações encontradas aqui junto com a direção do hospital e com a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas, para que o nosso sistema de saúde seja modificado e realmente seja feito o que se preconiza pelo SUS", concluiu a Ana Paula Aguiar.

Atendimento da Ouvidoria da Mulher

Denúncias sobre violência obstétrica e/ou negligência médica, além de situações de assédio e intimidação podem ser realizadas para a Ouvidoria da Mulher do TCE-AM, por meio do WhatsApp no número (92) 99315-0974.

Sobre a Blitz TCE-AM

O programa Blitz TCE é desenvolvido em colaboração com as secretarias de Inteligência (Segin) e de Controle Externo (Secex) do TCE-AM, e visa possibilitar a adoção de medidas eficientes para evitar danos ao patrimônio e interesses públicos.

Denúncias podem ser feitas por WhatsApp, por meio do número (92) 99199-5518 ou pelo e-mail [email protected].

Texto: Giovanna Félix

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Parintins, AM
25°
Tempo nublado

Mín. 24° Máx. 34°

25° Sensação
1.35km/h Vento
71% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h48 Nascer do sol
06h46 Pôr do sol
Ter 35° 22°
Qua 35° 23°
Qui 35° 22°
Sex 33° 24°
Sáb 30° 23°
Atualizado às 23h08
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,38 +0,00%
Euro
R$ 5,77 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 378,805,11 +0,85%
Ibovespa
119,662,38 pts 0.08%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias