Pronto, Falei

Excluídos, Governadores só serão

Governador também negou o apoio das forças nacionais para Manaus

Pronto, Falei!

Pronto, Falei!Tudo sobre política.

13/02/2020 10h02Atualizado há 1 semana
Por: Redação
107
Foto: Marcos Correa/PR
Foto: Marcos Correa/PR

BOIANDO

O Governador Wilson Lima participou da solenidade de reativação do Conselho Nacional da Amazônia Legal. Até aí nada demais. Ocorre que na solenidade, o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto de reativação, excluindo os governadores dos nove Estados da Amazônia Legal do qual o Amazonas faz parte. No entanto, o governador através de sua Assessoria de Comunicação deu a entender que desconhecia a exclusão ao afirmar através de nota que a proposta “não foi apresentada formalmente aos governadores”. Não foi proposta. Foi um decreto assinado pelo Presidente e pronto. O curioso é que o próprio vice-presidente da República Hamilton Mourão admitiu a exclusão dos governadores e que eles seriam apenas “consultados”. Ficou evidente que o governador desconhece complemente o assunto.

BOLA FORA

Soou estranho o governador Wilson Lima negar o emprego da Força Nacional de Segurança para intervir na onda de violência que assolou em Manaus. É público e notório que o Governo do Estado perdeu o controle da Segurança Pública. Os dados falam por si. Em janeiro deste ano foram registrados 117 homicídios contra 73 registrados em janeiro do ano passado. Deste total mais de 70% foram execuções sumárias em vários bairros da cidade à luz do dia. O estranho é que diante dos fatos ocorridos na noite de segunda-feira (10/02) quando praticamente toda Manaus assistiu o foguetório perpetrado por criminosos pertencentes a uma facção, o Governador por meio de seu vice, instituiu o tal “Gabinete de Crise” o que em tese seria o reconhecimento do caos em que Manaus foi mergulhada pela criminalidade. Vá entender essa atitude.

PERGUNTAR NÃO OFENDE

Diante da escalada de violência que assola o Estado do Amazonas principalmente na capital, Manaus há alguns anos, o que fazem as áreas da chamada “Inteligência” das polícias Civil, Militar e Federal contra a criminalidade?

AUTORITARISMO

Desde a sua posse em janeiro do ano passado (2018), o presidente Jair Bolsonaro tem desmontando os conselhos com a exclusão de alguns setores da sociedade civil organizada. Assim ocorreu com o Fundo Nacional do Meio Ambiente onde ele excluiu a sociedade civil. Nesta terça-feira, ele assinou decreto reativando o Conselho Nacional da Amazônia Legal excluindo os nove Estados que integram a região que tinham assento no conselho. Ou seja, o Governo só quer ouvir a si só. Isso é um caminho claro para o autoritarismo. A criação dos conselhos foi uma luta de décadas da sociedade civil para poder nestas instâncias, opinar e sugerir auxiliando o Governo na formulação de políticas públicas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Parintins - AM
Atualizado às 19h48
28°
Muitas nuvens Máxima: 32° - Mínima: 24°
32°

Sensação

5.7 km/h

Vento

87.3%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas