Domingo, 17 de Janeiro de 2021 02:26
92 98856-3549
Saúde Vacina

CoronaVac tem eficácia global de 50,38%, diz governo de SP

Anúncio foi feito após cientistas cobrarem dados mais detalhados sobre a vacina

12/01/2021 13h13
Por: Redação
Divulgação
Divulgação

A CoronaVac, vacina produzida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, tem uma eficácia global de 50,38%, anunciou nesta terça-feira o governo de São Paulo. Os dados incluem os voluntários do teste clínico que contraíram a doença mas tiveram casos leves. Com isso, a vacina superou o índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), mas o valor é menor que o índice 78% de eficácia anunciado inicialmente em relação a casos moderados.

Brasil: Saúde demorou para responder oferta de seringas da Opas e escolheu frete mais demorado

A taxa global é menor do que a divulgada anteriormente, de 78%, porque inclui casos muito leves da doença, ou seja, mesmo que a pessoa tenha se infectada, pode ter sido assintomática ou não ter necessitado de hospitalização. Para casos moderados e graves da Covid-19 - com hospitalização, incusive em UTIs -, a eficácia do imunizante foi de 100%.

Além de autoridades do governo estadual, o anúncio contou com a presença de médicos e cientistas. Segundo Ricardo Palácios, diretor da pesquisa no Instituto Butantan, os dados indicam que o uso da CoronaVac pode evitar que os casos de Covid-19 precisem de assistência hospitalar.

—- Nenhum dos participantes do grupo precisou de hospitalização. O dado geral está dentro do cumprimento das exigências da Organização Mundial de Saúde. A vacina tinha que ter uma menor eficácia nos casos mais leves e maior eficácia nos casos graves. Temos uma vacina que consegue controlar a pandemia, que é a diminuição da intensidade da doença clínica — disse Palácios.

Covid:Taxa de transmissão do coronavírus no Brasil sobe para 1,21, diz Imperial College

Durante o anúncio, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, reafirmou que a CoronaVac está pronta para uso. Covas ainda cobrou que a análise realizada pela Anvisa seja acelerada.

— Por que atrasar o uso da vacina? Ela é segura e eficaz. Precisamos vacinar a população com urgência — afirmou o diretor do Butantan.

Na semana passada, o governo informou que a vacina tinha 78% de eficácia contra casos leves e moderados de Covid-19, mas o Butantan não divulgou a eficácia global do imunizante. Cientistas questionaram o fato de os dados de eficácia da CoronaVac terem sido apresentados sem seguir os mesmos protocolos das demais vacinas contra a Covid-19.

Ao não apresentar os chamados dados primários da vacina (que incluem casos e eventos relacionados a todos os que participaram dos testes, e não apenas dos que tiveram casos leves ou graves da doença) o governo de São Paulo gerou desconfiança em cientistas.

— Precisamos desses dados completos para fazer uma avaliação mais efetiva — afirmou na ocasião a microbilogoista Natalia Pasternak, presidente do Instituto Questão de Ciência e colunista do GLOBO.

Fonte: O Globo 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Parintins - AM
Atualizado às 03h11 - Fonte: Climatempo
26°
Muitas nuvens

Mín. 22° Máx. 33°

27° Sensação
3.3 km/h Vento
61.4% Umidade do ar
67% (9mm) Chance de chuva
Amanhã (18/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Terça (19/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 30°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias