Quarta, 27 de Janeiro de 2021 18:36
92 985461091
Entretenimento & Cultura Capitólio

Especialistas analisam estragos em obras de arte após invasão ao Capitólio

Entre janelas quebradas e móveis saqueados, acervo histórico não parece ter tido dano significativo, mas preocupa curadores por falta de melhor proteção

09/01/2021 13h15
Por: Redação
Apoiadores de Trump durante invasão ao Capitólio com quadro ao fundo  SAUL LOEB/AFP
Apoiadores de Trump durante invasão ao Capitólio com quadro ao fundo  SAUL LOEB/AFP

O completo caos no Capitólio americano, invadido por apoiadores fervorosos de Donald Trump na quarta-feira, 6, tomou os noticiários com imagens de quebra-quebra e violência. Deflagrado por aqueles que se recusam a aceitar a vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais, o motim deixou cinco mortos, entre eles um policial, e muitas janelas quebradas. Em relação ao amplo acervo histórico e de obras de arte do prédios, análises iniciais do Escritório de Arquitetura e de curadores locais atestam que não houve danos significativos, mas a falta de uma melhor proteção preocupa.

Muitas peças não escaparam ao rastro dos invasores. Quando a polícia retomou o controle do edifício histórico, janelas e portas estavam quebradas e alguns móveis apareceram danificados ou até mesmo saqueados. Um busto de mármore do ex-presidente Zachary Taylor, datado do século XIX, aparece manchado de sangue em fotos. Segundo o The New York Times, um pergaminho chinês foi rasgado e, nos vídeos da confusão que circulam nas redes sociais, um homem é flagrado guardando uma foto emoldurada de Dalai Lama na mochila, enquanto outro fuma maconha em uma sala adornada por mapas centenários do estado do Oregon.

Busto de mármore do ex-presidente Zachary Taylor manchado de sangue após invasão ao Capitólio Instagram/Reprodução 

 

 

 

Busto de mármore do ex-presidente Zachary Taylor é coberto para restauração Bonnie Jo Mount/The Washington Post/Getty Images 

Apesar disso, segundo Barbara A. Wolanin, curadora do acervo do Capitólio de 1985 a 2015, o estrago poderia ter sido muito maior. Em entrevista ao The New York Times, ela explicou que a maioria das obras do prédio — muitas com valor histórico inestimável como a Declaração de Independência de John Trumbull, uma das maiores pinturas dos anos 1800, ou um busto de bronze de Martin Luther King Jr. — estão à plena vista. Junto da obra de Trumbull, sua maior preocupação era uma coleção de 35 estátuas exposta no salão National Statuary Hall, particularmente vulnerável, que homenageia figuras como Samuel Adams, Rosa Parks e Thomas Edison. A coleção de pinturas ainda inclui obras de artistas como Thomas Crawford, Constantino Brumidi e retratos originais de George Washington, primeiro presidente do país.

Apoiadores de Trump durante invasão ao Capitólio com quadro Declaração de Independência, de John Trumbull ao fundo SAUL LOEB/Getty Images/AFP 

 

Leia mais em Veja

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Parintins - AM
Atualizado às 19h20 - Fonte: Climatempo
26°
Muitas nuvens

Mín. 23° Máx. 29°

27° Sensação
2.4 km/h Vento
70.8% Umidade do ar
90% (12mm) Chance de chuva
Amanhã (28/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 31°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sexta (29/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 30°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias